Guia do Sexo Oral: O que as Mulheres Querem de Verdade

0
343

Agradar a sua parceira não tem que ser um trabalho de adivinhação. Descubra o que os peritos e mulheres reais têm para falar a respeito do sexo oral.

O sexo oral tende a parecer algo muito mais complicado do que realmente é, mas quando se trata disso, os números não mentem: 30 a 50 por centro das mulheres dizem que não conseguem chegar ao orgasmo apenas com a penetração.

E saiba, que há 8000 terminações nervosas apenas na parte visível do clitóris para serem estimuladas, o dobro que o pênis, assim que faça as contas.

Felizmente, este artigo está aqui para lhe ajudar dando todas as dicas, truques e técnicas que você precisa saber para deixar a sua parceira louca, seguindo apenas esses seis passos para um sexo oral maravilhoso.

 

Veja as 6 Dicas do Guia do Sexo Oral abaixo:

1- Tome a iniciativaguia do sexo oral já

O sexo oral não é apenas mais uma parte das preliminares, explica Ian Kerner, Ph.D., conselheiro sexual e autor do livro She Comes First (Ela Vem Primeiro). Apenas cerca de 43% das mulheres podem chegar ao orgasmo apenas com a penetração, a maioria precisa de estimulação clitoriana direta.

A fim de cumprir todas as necessidades, você terá que colocar os músculos da sua boca para trabalhar.

“Você deve fazer com que ela saiba o quanto te excita pensar em fazer sexo oral nela. Coloque deias na cabeça dela, como por exemplo falando o que gostaria de fazer”, disse Yvonne Fulbright, Ph.D., sexóloga e autora de livros sobre relacionamento.

Fulbright sugere que o homem faça ruídos que demonstre o quanto você está gostando, fazendo com que quaisquer inseguranças que ela tenha a respeito da diminuição da sua libido desapareça.

O que as mulheres dizem: “Não vá direto para o clitóris. Trabalhe um pouco em torno da área em geral e provoque a sua parceira. Faça isso até que ela fique excitada antes de chegar ao evento principal.”

 

2- Seja flexível

Pode ser que a sua ex amasse como você fazia sexo oral, enquanto a sua parceira atual pode odiar. “Não há duas pessoas iguais em relação ao que as excita, então você precisa ser adaptável em suas técnicas, posições, etc.”, disse Fulbright.

Mantenha a mente aberta quando o assunto é feedback, e esteja preparado para observar.

“Veja ela dando prazer a si mesma,” sugeriu Molly Adler, educadora sexual do site Selfservetoys.com. “Você irá aprender como ela gosta de ser estimulada. Conheça o seu corpo, prestando atenção no que ela gosta. E se ela ainda não sabe o que gosta, descubra juntos.’

Ao tomar tempo para experimentar o que funciona para ela, conforme você explora o seu corpo, irá ficar mais focado na jornada total em vez de se preocupar apenas com o resultado final, o orgasmo.

O que elas dizem: “Eu prefiro um cara que tem as mãos bem cuidadas, sem sujeita em baixo das unhas ou mal cortadas. Da mesma maneira, eu acredito que as mulheres preferem os homens com uma boa higiene bocal. Escove seus dentes primeiro, por favor!”

 

3- Comece devagar, termine forte.

A excitação é um processo. Conforme as mulheres vão ficando excitadas, os tipos de sensações de desejo vão variando. “Geralmente, você deve começar leve e delicadamente”, explica Kerner.

“Durante todo o processo, você deve ir aplicando mais pressão e estímulo. O que pode ser desconfortável logo no início, pode ser confortável para ela no final.”

O erro mais comum, é começar muito áspero ou intenso, então o melhor é aquecer toda a sua vulva primeiro, antes de se concentrar no clitóris. “Uma vez que ele está aquecido, vá até o ponto G, que é basicamente os 2 primeiros centímetros da vagina, enquanto massageia o seu clitóris com a ponta da língua”, sugere Fullbright.

O truque é estimular indiretamente as partes do corpo que podem se tornar excessivamente sensível.

O que elas dizem: “Quando sua língua está no clitóris, mova a sua cabeça para trás e para frente como se estivesse dizendo sim, mas não como se fosse obsessivamente patético, cuspindo ou salivando.”

 

4- Deixe-a fazer parte do trabalho

Ler a linguagem corporal de uma mulher é a melhor maneira de monitorar a quantidade de pressão e velocidade que você deve usar, e ela pode ajudá-lo a definir o ritmo.

“Você não necessariamente deve fazer as coisas como o The Flash, indo super rápido ou ser super sofisticado fazendo redemoinhos com a boca. Mas você deve aplicar um ponto de resistência”, diz Kerner, que observa que, assim como quando uma mulher está em cima do homem durante o sexo, e ele pode deixa-la controlar o movimento e pressão, acontece quando o homem faz sexo oral nela, ele tem o controle.

E claro, isso ajuda a prestar atenção no que ela está fazendo lá em cima. Sinais não-verbais, como um aperto ou como correr os dedos pelo seu cabelo por exemplo, são fáceis de perceber.

“Se ela está respondendo com entusiasmo ao que você está fazendo, continue fazendo isso. Não faça mais forte ou mais rápido, faça exatamente da mesma maneira”, disse Adler.

O que elas dizem: “Não tenha medo de brincar com o clitóris. Até uma mordidinha MUITO DE LEVE é bem-vinda.”

 

5- Use os dedos como instrumentos extras.

Quando os dedos são combinados com a estimulação clitoriana direta, eles são a chave para transformar um pouco de provocação no ponto G em um orgasmo completo.

Conforme você lamber o clitóris, “insira lentamente e suavemente um dedo no canal vaginal”, sugere Adler. “Curve os dedos para cima, mantendo a estimulação clitoriana direta, seja com a língua ou com um vibrador. Em seguida, mova os dedos suavemente dentro e fora do seu canal vaginal enquanto pressiona firmemente para cima.” A resposta será explosiva.

O que elas dizem: “Eu acho que pelo menos 50% do sexo oral deve ser um bom trabalho manual. Os dedos podem ir mais fundo que a língua, e o uso das mãos dá uma folga para a boca do homem, assim ele não se cansa rapidamente. ”

 

6- Misture as posições.

“A posição preferida de cada mulher é algo muito individual, vai variar de acordo a como ela se sente confortável com a ação em relação ao quanto ela quer estar no comando versus ser uma receptora mais descontraída”, explica Fulbright.

Quando ela está deitada, tem menos controle da intensidade e movimento que o seu parceiro faz durante o sexo oral, porém quando estão na posição “69”, ela normalmente tende a estar menos focada nas suas reações por estar mais preocupada em dar prazer para o seu parceiro.

Geralmente, quanto mais a posição que ela está expõe o seu clitóris, melhores serão as sensações que ela sentirá.

O que elas dizem: “Isso ajuda a saber o roteiro! Mas se você está se sentindo sobrecarregado com os movimentos das suas mãos, sempre pode ir mais devagar e pedir direções”.

Seguindo esse guia do sexo oral, não terá mais dúvidas em relação ao que as mulheres querem de verdade.

Texto Original: Guia Sexual

 

Loading...
[Total: 1    Média: 3/5]
loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here